FOZ DO IGUAÇU – Conheça as principais atrações turísticas da cidade

Foz do Iguaçu:

Foz do Iguaçu é conhecida internacionalmente pelas Cataratas do Iguaçu, uma das vencedoras do concurso que escolheu as 7 Maravilhas da Natureza, e pela Usina Hidrelétrica de Itaipu, a segunda maior do mundo em tamanho e primeira em geração de energia, que em 1996 foi considerada uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis.

A cidade tem uma temperatura média anual de 20,4°C, e a vegetação do município é de Mata Atlântica e cerrado. Foz do Iguaçu tem no turismo, uma das suas principais atrações, e as cataratas é o principal ponto turístico de Foz do Iguaçu.

O Programa Caminhos do Turismo Integrado ao Lago de Itaipu é composto por três roteiros: Caminhos rurais e ecológicos; Caminhos das águas e Caminhos da colonização; os quais mostram todas as riquezas naturais da região lindeira ao Lago de Itaipu, formada por 16 municípios que tiveram parte de seus territórios alagados pelo reservatório da Usina Hidrelétrica de Itaipu.

Outro fator de atração de turistas à Foz do Iguaçu, é a possibilidade de compra de produtos baratos na vizinha Ciudad del Este.

Durante todo o ano é grande o fluxo de sacoleiros que atravessam a Ponte da Amizade apenas para comprar, uma vez que normalmente pernoitam em Foz.

Destaque turístico de Foz do Iguaçu:

Cataratas do Iguaçu:

Cataratas do Iguaçu - Foz do Iguaçu

Cataratas do Iguaçu – Foz do Iguaçu

Considerada uma das maravilhas da natureza, as Cataratas do Iguaçu estão localizadas na fronteira entre Brasil e Argentina, no Parque Nacional do Iguaçu. O parque é hoje a maior reserva de floresta pluvial subtropical do mundo e foi tombado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade em 1986.

Ao todo são 19 saltos principais, sendo que cinco deles estão no lado brasileiro e os outros no lado argentino.

A diferença nos números não significa que no lado brasileiro os visitantes não possuem uma vista deslumbrante. O trecho brasileiro faz parte do Parque Nacional do Iguaçu, que possui uma estrutura adequada para o recebimento de grande número de turistas, com praça de alimentação, trilhas para acesso às quedas, atrações adicionais e restaurantes.

Outros pontos turísticos de Foz do Iguaçu:

Parque Nacional do Iguaçu:

Parque Nacional do Iguaçu

Parque Nacional do Iguaçu

As quedas d’água do parque formam-se pelas águas do Rio Iguaçu, que dividem Brasil e Argentina. O lado brasileiro é ótimo para observar as quedas, enquanto se faz a Trilha das Cataratas, com 1200 m.

Ao longo do percurso é comum encontrar quatis, pássaros ou borboletas, que brincam entre as folhas das árvores. A trilha possui diversos mirantes, perfeitos para tirar fotos e sentir no rosto respingos das cachoeiras.

O lado negativo dessa trilha é que ela possui escadas e quem tem dificuldade de locomoção será prejudicado.

Um dos grandes destaques do lado brasileiro são as passarelas projetadas sobre a água, em que os visitantes caminham muito próximos das quedas e veem de um ângulo incrível, junto a um precipício, a Garganta do Diabo.

Na época de cheia as passarelas podem até ser fechadas, por conta da vazão de água, que chega a tomar o lugar por onde passam os turistas.

A sensação de estar próximo a tantas cachoeiras é inexplicável. Não há como não se sentir extasiado e, ao mesmo tempo, pequeno, diante de tamanha beleza.

Usina Hidrelétrica de Itaipu:

Usina Hidrelétrica de Itaipu

Usina Hidrelétrica de Itaipu

A Usina Hidrelétrica de Itaipu é um dos projetos de engenharia mais ambiciosos do mundo. Uma usina que fornece 16,4% da energia consumida no Brasil e abastece 71,3% do consumo paraguaio.

Construída para reter o curso do Rio Paraná, a barragem é uma imensa estrutura de concreto de 8 quilômetros de comprimento por 167 metros de altura, que contorna o reservatório da Itaipu Binacional e sobre a qual estão instalados os dutos e as unidades geradoras de energia elétrica.

A Usina Hidrelétrica de Itaipu Binacional é reconhecida como uma das maiores obras da engenharia moderna, sendo a maior usina hidroelétrica em produção em todo o mundo.

É hoje, um dos principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu, colocando o visitante frente às maravilhas da arquitetura e da natureza. Há diversas opções de passeios, horários e tarifas que devem ser conferidos no site oficial.

Vale dos Dinossauros:

Vale dos Dinossauros

Vale dos Dinossauros

O Vale dos Dinossauros é um novo atrativo turístico na cidade, que leva o visitante para uma caminhada ao ar livre, com 20 dinossauros que possuem movimentos e sons.

Um passeio divertido e educativo que mostra simulações robóticas em tamanho real de diversas espécies de dinossauros que viveram há milhões de anos atrás, com o destaque para um T-Rex com cerca de 12 metros de altura.

O Vale dos Dinossauros foi inaugurado em 2014, mas ainda está em fase de acabamento de detalhes que não interferem no passeio. E faz parte do Foz do Iguaçu Park Show, um complexo que está sendo construído e terá diversos atrativos.

O Vale dos Dinossauros está localizado na Avenida das Cataratas, KM 14, nº 8.100, estrada que liga a cidade ao parque das cataratas, a cidade de Foz do Iguaçu, mais precisamente no complexo Foz do Iguaçu Park Show anexo ao Museu de Cera Dreamland.

Parque das Aves:

Parque das Aves

Parque das Aves

O Parque das Aves não é apenas um museu vivo de pássaros, mas também um lugar onde as pessoas podem entrar em contato com os animais, percebendo de perto suas características e sua forma de viver.

O lugar mantém pesquisas e atividades para reabilitar aves a voltarem a viver sozinhas depois de terem sido capturadas, por exemplo, não se prendendo apenas à exposição dos bichos.

A área do lugar é enorme, com capacidade para comportar inúmeros animais. É possível entrar em viveiros gigantes, ver as aves voando e convivendo umas com as outras. Entre as aves do parque estão tucanos, flamingos, corujas, araras e outros animais são alguns dos moradores do parque.

Marco das Três Fronteiras:

Marco das Três Fronteiras

Marco das Três Fronteiras

O marco das três fronteiras é feito de pedra, pintado com as cores do Brasil em um cenário impressionante, onde se juntam as águas do Rio Iguaçu com as do Rio Paraná.

Esse local encanta turistas do Brasil e do mundo, que pode ver Brasil, Argentina e Paraguai bem próximos um do outro. O marco da Argentina situa-se à margem do Rio Iguaçu e o marco do Paraguai fica à margem direita do rio Paraná.

Os três formam um triângulo equilátero que fixa o limite territorial e a soberania dos três países. Os pontos são abertos a visitas. O Marco de Foz do Iguaçu possui uma loja de artesanatos, playground, lanchonete, estacionamento e o mirante de observação.

Em meio ao encontro dos rios Iguaçu e Paraná, o Marco das Três Fronteiras é um dos principais pontos históricos de Foz do Iguaçu.

No anfiteatro do local é possível observar, com conforto, o pôr do sol e as beleza das águas. O acesso não é controlado e não há tarifa de entrada. O horário recomendado para visitação é das 9h às 17h.

Templo Budista:

Templo Budista

Templo Budista

O Templo Budista é um lugar que mantém viva a cultura oriental de Foz do Iguaçu. Com mais de 120 estátuas num espaço ao ar livre, o Templo é um lugar que transmite paz, aliado a uma beleza única.

O Templo tem vista para a fronteira do Brasil com o Paraguai e um jardim onde os Budas recebem os turistas com boas energias. É um verdadeiro passeio pelo Oriente sem sair de Foz do Iguaçu.

Construído em 1996, o Templo Budista proporciona um tempo para relaxar e entrar em contato com a filosofia budista, e também uma vista privilegiada de parte da cidade, já que fica em uma região alta.

Os jardins contam com mais de 120 estátuas, a de destaque, é uma estátua de Buda que tem 7 metros de altura.

Mesquita Muçulmana:

Mesquita Muçulmana

Mesquita Muçulmana

A mesquita muçulmana sunita Omar Ibn Al-Khattab oferece visitas guiadas entre 9:00h/ 11:30h e 14:00h/17:30h e foi construída a partir de 1981.

Como são sunitas, as orações ocorrem 5 vezes ao dia; por isso, nos horários das orações, não são permitidas visitas.

Como na religião católica, em que as igrejas possuem um sino, a mesquita possui um chamamento, que é feito com a própria voz humana.

A religião, guiada pelo Alcorão, tem costumes diferentes daqueles com que os brasileiros estão acostumados, como o fato de homens e mulheres rezarem em espaços separados.

Antes da visita guiada, é preciso que todos retirem os calçados e que as mulheres cubram o cabelo com um véu que a própria mesquita oferece.

Ecomuseu:

Ecomuseu

Ecomuseu

O Ecomuseu de Itaipu é um museu criado para conservar a história da usina e da região em que foi construída a hidrelétrica.

O museu conta com uma exposição fixa, que retrata a história da Usina de Itaipu, e parte da história social e ecológica da região, com dezenas de retratos, painéis, peças históricas e maquetes interativas divididos por blocos temáticos.

Dividido em módulos, o Ecomuseu – Integrante do Complexo de Itaipu (CTI) mostra desde a ocupação da região da usina na margem brasileira até os projetos de conservação ambiental da Itaipu.

Dentro desse roteiro, estão atrações como os espaços temáticos de água e energia, cenários históricos, maquetes, itens de acervo, totens eletrônicos, além de uma réplica do eixo de uma turbina em atividade, com direito aos ruídos característicos do coração da usina.

Um painel de fotos 3X4, Memorial do trabalhador, também homenageia as mais de 120 mil pessoas que trabalharam na construção da hidrelétrica, além de espaços temporários com exposições das mais diversas. O Ecomuseu funciona de terça a domingo, das 8h às 16h30.

Museu de Cera:

Museu de Cera

Museu de Cera

O Museu de Cera foi inaugurado em 2014, com um ótimo atendimento em um novo prédio que faz parte do Foz do Iguaçu Park Show, um complexo com diversos atrativos.

O Museu é o segundo projeto do gênero a apresentar ícones do cinema e da cultura pop em toda a América do Sul.

O primeiro fica em Gramado e pertence aos mesmos donos. São mais de 50 astros e personalidades distribuídos em diversos cenários temáticos, com ambientação e música para inserir o turista num mundo de faz de contas.

O passeio dura aproximadamente 1 hora, com uma caminhada entre os 16 cenários criados para imersão dos visitantes, conhecendo as estátuas de dezenas de personalidades do mundo. E não é necessário a formação de grupos para iniciar o passeio.

Leia Também

CALDAS NOVAS – Pontos turísticos da maior estância hidrotermal do mundo

Passagens Aereas Vip

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *